7 Segredos de um óptimo Oftalmologista

hg

Oftalmologia é indiscutivelmente uma das profissões mais prestigiadas e conceituadas, a medicina não é para os fracos de coração. Mas o que é preciso para ser um Oftalmologista? Requer inteligência e motivação séria para ser aceito na faculdade de medicina. Sem mencionar a coragem necessária para resistir aos anos difíceis que a escola médica exige. Mas o que é preciso para realmente ter sucesso ao trabalhar nesta área do conhecimento? O que faz um bom médico Oftalmologista? A resposta para isso depende de quem a pergunta!

A mesma determinação e Q.I. necessários para passar pela escola de medicina são certamente importantes, mas há outras de qualidades menos conhecidas, necessárias para ter sucesso. Seria negligente ignorar as habilidades subtis que permitem que os melhores floresçam no seu meio. Conversámos com alguns médicos para saber mais sobre o que faz um bom médico. Continue a ler para saber mais sobre o papel dos médicos e o que separa os bons dos grandes.

1. Boa comunicação

Ser um bom ouvinte é fundamental para conduzir uma prática bem sucedida. É muito comum os médicos cometerem o erro de interromper os seus pacientes sem os ouvir completamente. Mas se os médicos se sentarem e ouvirem o que os pacientes revelam, talvez encontrem a resposta que estão à procura. Afinal, uma boa comunicação não é apenas para ser amigável com os pacientes, também é uma habilidade vital para os Oftalmologistas entenderem as preocupações dos seus pacientes e explicarem o diagnóstico.

As habilidades de comunicação são essenciais, um médico deve dar aos pacientes o tempo que eles precisam e merecem. Os médicos devem responder às perguntas usando uma linguagem clara, sem usar muita terminologia científica. Os Oftalmologistas devem ajudar seus pacientes a sentirem-se fortalecidos para melhorar sua própria saúde!

2. Organização e consciência

As crianças desde cedo são ensinadas a praticar hábitos de organização para ter sucesso pela vida fora. E por uma boa razão - não se pode ter sucesso na Oftalmologia sem estar presente e estar alerta aos detalhes. Um médico precisa ter a certeza que seus pacientes recebem o melhor tratamento, que suas perguntas sejam respondidas e que os pacientes tenham um plano claro de ação ao deixar o consultório.

   

   

3. Cortesia e prudência

Não importa para os pacientes se era o melhor da sua turma na faculdade de medicina, se publicou estudos periódicos ou realizou investigações inovadoras. Os pacientes querem sentir que estão em boas mãos. O que é preciso para ser um médico em quem os pacientes confiam? Um bom médico sabe como fazer com que um paciente sinta que está a ser devidamente cuidado, que suas preocupações são válidas e são ouvidas. O paciente não é apenas uma lista de problemas médicos e medicamentos.

Há pequenas coisas que pode fazer para realmente fazer com que um paciente se sinta valorizado. Pode tentar fazer perguntas sobre o trabalho ou a família, mostrando que está realmente interessado nos pacientes como pessoas, e  mostra são uma prioridade para o Oftalmologista. Fazer com que os pacientes se sintam confortáveis é uma maneira de construir um bom relacionamento de trabalho, outra característica de um bom profissional.

4. Curiosidade

Quando apresentado com sintomas confusos, um bom médico deve permitir que sua curiosidade inerente os leve a um diagnóstico preciso, mesmo que isso signifique usar recursos que eles normalmente não precisariam chegar a uma conclusão. Um bom médico deve estar disposto a trabalhar para descobrir o que está a acontecer! Isto pode exigir pesquisa extra, pedir assistência aos colegas ou levar mais tempo para coletar um histórico detalhado do paciente. Um bom médico levará tempo para seguir a sua curiosidade e descobrir as respostas pelo bem do paciente, em vez de gerar um diagnóstico rápido demais.

5. Trabalho em equipa

Assim como um Oftalmologista precisa de praticar uma boa comunicação com seus pacientes, eles também precisam dele para transmitir informações através do sistema de saúde. Isto é especialmente verdade para os médicos.

Um bom médico do hospital ligará ou enviará uma nota para o médico da atenção primária para que eles saibam que o paciente foi internado. O médico de cuidados primários deve, então, fazer um esforço para reunir registos hospitalares e oferecer um acompanhamento oportuno após a alta. Da mesma forma, um bom especialista médico envolverá o médico de atenção primária do paciente em quaisquer diagnósticos ou tratamentos.

Os melhores médicos entendem que eles não estão num palco sozinhos, mas são os “jogadores” da equipa médica maior. Ter a capacidade de trabalhar bem com os outros é imperativo.

   

    

6. Auxílio e eficácia

Bons profissionais fazem o que for preciso para ajudar os seus pacientes de acordo com as suas necessidades médicas. Se isso significa ajudá-los a navegar no sistema de saúde encontrando especialistas ou adquirindo as prescrições que precisam, eles devem estar dispostos a fornecer esse apoio. Um bom médico será um forte defensor dos seus pacientes.

Está sempre disposto a ajudar os pacientes a obter medicamentos de prescrição aprovada, garantir consultas urgentes para testes ou com um especialistas, inscrever-se em programas de assistência ao paciente ou conceder acesso a serviços necessários, como saúde ocular. Os melhores médicos estão dispostos a obter o bem-estar dos seus pacientes em qualquer circunstância.

7. Simpatia e devoção

O que separa um bom de um grande oftalmologista, é a sua habilidade de conversar. Os médicos devem ser gentis, ótimos ouvintes e empáticos com as preocupações dos seus pacientes. Não devem ser condescendentes ou arrogantes, portanto, tratar os outros como querem ser tratados.

É fundamental para estabelecer uma relação de confiança entre um médico e seus pacientes. Um bom Oftalmologista será profissional, gentil e compassivo com todos, incluindo os pacientes, as suas famílias, colegas e funcionários.

Então, o que faz um bom Oftalmologista? Como pode ver, não há um ingrediente mágico. Não há uma abordagem única para ser médico. Mas praticar estas sugestões acima ajudará a colocá-lo no caminho para uma carreira de sucesso na Oftalmologia.

   

Fórum Lentes Especiais '19 Na 2ª edição do fórum de contactologia, oferecemos-lhe a oportunidade de assistir a palestras e participar em workshops com profissionais de estatuto nacional e internacional. O evento regressa a Lisboa no dia 26 de Outubro das 9h às 18h, com almoço e coffee breaks incluídos para todos os participantes.

    

uyg

[[pt]]Publicacado a[[es]]Publicacado a

May 29, 2019

7 Segredos de um óptimo Oftalmologista

hg

Oftalmologia é indiscutivelmente uma das profissões mais prestigiadas e conceituadas, a medicina não é para os fracos de coração. Mas o que é preciso para ser um Oftalmologista? Requer inteligência e motivação séria para ser aceito na faculdade de medicina. Sem mencionar a coragem necessária para resistir aos anos difíceis que a escola médica exige. Mas o que é preciso para realmente ter sucesso ao trabalhar nesta área do conhecimento? O que faz um bom médico Oftalmologista? A resposta para isso depende de quem a pergunta!

A mesma determinação e Q.I. necessários para passar pela escola de medicina são certamente importantes, mas há outras de qualidades menos conhecidas, necessárias para ter sucesso. Seria negligente ignorar as habilidades subtis que permitem que os melhores floresçam no seu meio. Conversámos com alguns médicos para saber mais sobre o que faz um bom médico. Continue a ler para saber mais sobre o papel dos médicos e o que separa os bons dos grandes.

1. Boa comunicação

Ser um bom ouvinte é fundamental para conduzir uma prática bem sucedida. É muito comum os médicos cometerem o erro de interromper os seus pacientes sem os ouvir completamente. Mas se os médicos se sentarem e ouvirem o que os pacientes revelam, talvez encontrem a resposta que estão à procura. Afinal, uma boa comunicação não é apenas para ser amigável com os pacientes, também é uma habilidade vital para os Oftalmologistas entenderem as preocupações dos seus pacientes e explicarem o diagnóstico.

As habilidades de comunicação são essenciais, um médico deve dar aos pacientes o tempo que eles precisam e merecem. Os médicos devem responder às perguntas usando uma linguagem clara, sem usar muita terminologia científica. Os Oftalmologistas devem ajudar seus pacientes a sentirem-se fortalecidos para melhorar sua própria saúde!

2. Organização e consciência

As crianças desde cedo são ensinadas a praticar hábitos de organização para ter sucesso pela vida fora. E por uma boa razão - não se pode ter sucesso na Oftalmologia sem estar presente e estar alerta aos detalhes. Um médico precisa ter a certeza que seus pacientes recebem o melhor tratamento, que suas perguntas sejam respondidas e que os pacientes tenham um plano claro de ação ao deixar o consultório.

   

   

3. Cortesia e prudência

Não importa para os pacientes se era o melhor da sua turma na faculdade de medicina, se publicou estudos periódicos ou realizou investigações inovadoras. Os pacientes querem sentir que estão em boas mãos. O que é preciso para ser um médico em quem os pacientes confiam? Um bom médico sabe como fazer com que um paciente sinta que está a ser devidamente cuidado, que suas preocupações são válidas e são ouvidas. O paciente não é apenas uma lista de problemas médicos e medicamentos.

Há pequenas coisas que pode fazer para realmente fazer com que um paciente se sinta valorizado. Pode tentar fazer perguntas sobre o trabalho ou a família, mostrando que está realmente interessado nos pacientes como pessoas, e  mostra são uma prioridade para o Oftalmologista. Fazer com que os pacientes se sintam confortáveis é uma maneira de construir um bom relacionamento de trabalho, outra característica de um bom profissional.

4. Curiosidade

Quando apresentado com sintomas confusos, um bom médico deve permitir que sua curiosidade inerente os leve a um diagnóstico preciso, mesmo que isso signifique usar recursos que eles normalmente não precisariam chegar a uma conclusão. Um bom médico deve estar disposto a trabalhar para descobrir o que está a acontecer! Isto pode exigir pesquisa extra, pedir assistência aos colegas ou levar mais tempo para coletar um histórico detalhado do paciente. Um bom médico levará tempo para seguir a sua curiosidade e descobrir as respostas pelo bem do paciente, em vez de gerar um diagnóstico rápido demais.

5. Trabalho em equipa

Assim como um Oftalmologista precisa de praticar uma boa comunicação com seus pacientes, eles também precisam dele para transmitir informações através do sistema de saúde. Isto é especialmente verdade para os médicos.

Um bom médico do hospital ligará ou enviará uma nota para o médico da atenção primária para que eles saibam que o paciente foi internado. O médico de cuidados primários deve, então, fazer um esforço para reunir registos hospitalares e oferecer um acompanhamento oportuno após a alta. Da mesma forma, um bom especialista médico envolverá o médico de atenção primária do paciente em quaisquer diagnósticos ou tratamentos.

Os melhores médicos entendem que eles não estão num palco sozinhos, mas são os “jogadores” da equipa médica maior. Ter a capacidade de trabalhar bem com os outros é imperativo.

   

    

6. Auxílio e eficácia

Bons profissionais fazem o que for preciso para ajudar os seus pacientes de acordo com as suas necessidades médicas. Se isso significa ajudá-los a navegar no sistema de saúde encontrando especialistas ou adquirindo as prescrições que precisam, eles devem estar dispostos a fornecer esse apoio. Um bom médico será um forte defensor dos seus pacientes.

Está sempre disposto a ajudar os pacientes a obter medicamentos de prescrição aprovada, garantir consultas urgentes para testes ou com um especialistas, inscrever-se em programas de assistência ao paciente ou conceder acesso a serviços necessários, como saúde ocular. Os melhores médicos estão dispostos a obter o bem-estar dos seus pacientes em qualquer circunstância.

7. Simpatia e devoção

O que separa um bom de um grande oftalmologista, é a sua habilidade de conversar. Os médicos devem ser gentis, ótimos ouvintes e empáticos com as preocupações dos seus pacientes. Não devem ser condescendentes ou arrogantes, portanto, tratar os outros como querem ser tratados.

É fundamental para estabelecer uma relação de confiança entre um médico e seus pacientes. Um bom Oftalmologista será profissional, gentil e compassivo com todos, incluindo os pacientes, as suas famílias, colegas e funcionários.

Então, o que faz um bom Oftalmologista? Como pode ver, não há um ingrediente mágico. Não há uma abordagem única para ser médico. Mas praticar estas sugestões acima ajudará a colocá-lo no caminho para uma carreira de sucesso na Oftalmologia.

   

Fórum Lentes Especiais '19 Na 2ª edição do fórum de contactologia, oferecemos-lhe a oportunidade de assistir a palestras e participar em workshops com profissionais de estatuto nacional e internacional. O evento regressa a Lisboa no dia 26 de Outubro das 9h às 18h, com almoço e coffee breaks incluídos para todos os participantes.

    

uyg

[[pt]]Publicacado a[[es]]Publicacado a

May 29, 2019

[[pt]]Notícias[[es]]Noticias